Publicado em 25/07/2016 às 23:00 · Aventuras

Viagem do bem
A soma do desejo de partilhar amor e conhecer novas cultura resultam numa viagem inesquecível

 Já pensou em viajar e, além de conhecer novas culturas e lugares, também poder ajudar pessoas e contribuir para o desenvolvimento daquela região? Cada vez mais os destinos que precisam de voluntários estão se tornando alvo de pessoas do mundo todo. Viajar o mundo como voluntário é mais do que conhecer outras culturas e lugares novos, é algo para abrir nossa mente para outras realidades. Muitas ONGs e projetos sociais buscam pessoas dispostas a ajudá-los em diferentes tarefas, seja na área ambiental, para a conservação de reservas naturais e animais em extinção, ou para ações voltadas à educação e ao desenvolvimento humanitário. Alguns países como Brasil, África do Sul, Quênia, Tailândia, Índia, Indonésia, Haiti, Costa Rica, entre outros, estão sempre precisando de ajuda e aceitam esses viajantes que querem fazer o bem.

Foto: divulgação

(foto: divulgação)

A brasileira Mariana Serra criou, ao lado de outros dois entusiastas de viagens, Alice Ratton e André Fran, a Volunteer Vacations (VV), uma agência de trabalho voluntário nas férias que liga o cliente a ONGs parceiras em mais de dez países. Eles oferecem orientação e dispõem de toda infraestrutura que o viajante precisa. “Nós nos preocupamos bastante em conhecer cada pessoa que irá realizar uma ação conosco. Fazemos encontros presenciais e via Skype para explicar melhor sobre como atuamos, para entender a expectativa do cliente em relação à sua viagem e capacitá-lo para que a experiência seja a melhor possível para todos os envolvidos. A capacitação é essencial para que o participante possa chegar lá o mais bem-preparado possível, atuando da forma mais eficaz, para tornar a experiência dele uma imersão transformadora completa, na qual ele ajudará a médio/longo prazo a ONG, deixando seu legado e indo muito além de somente aqueles dias que ele atuou”, destaca Mariana. Além da VV, outras agências brasileiras também atuam nesse mesmo segmento, como a Central de Intercâmbio (CI) e a World Study.

Foto: divulgação / arquivo pessoal

(foto: divulgação / arquivo pessoal)

Independentemente do lugar, do tempo de permanência ou mesmo da habilidade, o mais importante, segundo Mariana, é ir com mente e coração abertos. A dica dela para quem quer se aventurar é a seguinte: “Acredite no seu potencial de mudar a realidade à sua volta. Motivação, força de vontade e esperança são essenciais para realizar qualquer trabalho voluntário! O trabalho em campo demanda atenção e requer muito do seu físico e do psicológico, portanto, pesquisar para descobrir qual a melhor companhia para te ajudar com isso é essencial, assim como entender a fundo o trabalho que será exigido de você, pesquisar sobre o país, sobre os costumes, as necessidades, as vacinas que precisa tomar,vistos”, conclui. Essa é a maior oportunidade para quem deseja fazer o bem e não sabe por onde começar. Quem ajuda o próximo é o maior beneficiado!

Foto: divulgação

(foto: divulgação)

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR!

Viagem do bem

Viagem do bem

O que é que a Bahia tem?

O que é que a Bahia tem?

Fresh news

Fresh news

Cenário de filme

Cenário de filme