Publicado em 20/04/2017 às 15:00 · Mundo Animal

Um ato de amor
Especialista explica os benefícios da castração para os bichinhos de estimação

Você faz alguma ideia do quanto é importante castrar seu bichinho de estimação? Não, isso não é nenhuma maldade e, segundo a especialista da Hercosul Alimentos, Esther, a castração pode até ser considerada como um verdadeiro ato de amor. “A castração é a melhor opção para que os animais tenham uma vida saudável. Precisamos esclarecer alguns mitos e incentivar essa prática que não apenas beneficia os bichinhos, mas também diminui a população de animais abandonados”, revela.

pexels-photo-356378
A castração pode prevenir várias doenças, inclusive o câncer de mama e o câncer de testículos

Além de evitar o aparecimento de doenças sexualmente transmissíveis, como a Brucelose e o Tumor Venéreo Transmissível (TVT), a castração pode prevenir o câncer de mama em até 99%. “A primeira coisa que os tutores devem saber é que não há necessidade de uma primeira ninhada antes do procedimento. Inclusive, castrar o animal antes do primeiro cio previne o câncer de mama”, alerta Esther. Geralmente, os machos sentem o cheiro das cadelas que estão no cio e fogem de casa, o que acaba provocando alguns acidentes. Esse é outro benefício da castração: ela deixa os machos mais calmos, diminuindo o risco desses acidentes. Além disso, a castração também diminui a incidência do câncer no testículo, que pode ser fatal. “As infecções uterinas graves também diminuem drasticamente, trazendo conforto e uma vida mais plena para as fêmeas”, completa.

pexels-photo-133069
Após a cirurgia de castração, as fêmeas precisam ter uma atenção maior durante a recuperação

Quanto mais cedo os bichinhos passarem pela cirurgia de castração, a probabilidade de aparecerem problemas de saúde será menor. A cirurgia é bem simples. Nos machos é feita a remoção dos testículos, órgãos responsáveis pela produção de testosterona, já as fêmeas têm os ovários, as trompas e o útero retirados. As fêmeas precisam de uma atenção maior durante a recuperação, pois o corte da cirurgia é grande e corre o risco de abrirem ao lamber ou coçar o local. “É fundamental que as cadelas usem roupas cirúrgicas para evitar qualquer dano pós-cirúrgico. No entanto, a recuperação de ambos costuma ser rápida e tranquila, não ultrapassando uma semana para que estejam completamente recuperados”, explica a especialista, que completa: “Quem desconhece o procedimento não tem ideia da sua simplicidade e perde a chance de proporcionar uma vida mais longa ao seu companheiro. Quem ama, castra”.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR!

Sem chororô

Sem chororô

Alerta máximo

Alerta máximo

Tá na mesa, pessoal!

Tá na mesa, pessoal!

Sucesso animal

Sucesso animal