Publicado em 05/02/2017 às 17:00 · Mundo Animal

Sem chororô
Alertando tutores sobre a importância da vacinação, COMAC disponibiliza calendário de vacinas para cães e gatos

Nossos pets são como crianças e, assim como elas, precisam ser levados para tomar as vacinas necessárias regularmente. Estar com a tabela de vacinação em dia evita muitas doenças, e a melhor época para colocar isso em prática é agora, no início do ano, quando começam as campanhas de vacinação.

Quando o assunto é saúde em geral, não só as vacinas são fundamentais, mas também o olhar do especialista, exames e consultas de rotina. Para se ter uma ideia, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atualmente o Brasil conta com a segunda maior população de cães e gatos do mundo, com 52 milhões de cães e 22 milhões de gatos. Em controvérsia, o número de animais medicalizados é consideravelmente menor se levarmos em conta as estatísticas. Isso porque, no estudo Árvore de Valor da Comissão de Animais de Companhia (COMAC), do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (SINDAN), que visa estruturar um ambiente com áreas ligadas à saúde animal, a média de visitas ao veterinário entre cães e gatos é de duas ao ano.

dog-1191662_960_720
A saúde do seu animal de estimação deve ser prioridade

Prevenir doenças e proporcionar a saúde dos animais de estimação é obrigação do dono. Segundo Karina Gabarra, médica-veterinária parceira da COMAC e especialista em produtos pet na UCBVET, a consulta com o médico-veterinário é essencial. “É muito importante manter a vacinação em dia e realizar consultas periódicas com o médico-veterinário, pois, dessa forma, as doenças podem ser evitadas, e o profissional irá adaptar o manejo do animal de estimação de acordo com suas necessidades”, comenta.

dog-91765_960_720
São pouquíssimo donos que levam seus pets ao veterinário

O início do ano é o melhor momento para realizar consultas e exames de rotina, verificar se as vacinas estão em dia e avaliar a saúde do animal. O acompanhamento do médico-veterinário é um fator decisivo na prevenção de doenças. “A vacinação é parte fundamental do cuidado com animais e, por isso, deve ser realizada por um médico-veterinário na frequência correta, o que ajuda muito na saúde e no bem-estar do animal”, acrescenta Karina.

É importante salientar que existem diferenças entre as vacinas para adultos e filhotes. Segundo a veterinária, os filhotes precisam iniciar o processo de vacinação entre 6 e 8 semanas de idade; o reforço começa com 12 semanas e continua até 16 semanas. “O reforço anual é recomendado para animais a partir de um ano, e o médico-veterinário é o responsável por avaliar os pets e indicar a frequência de cada medicação”, explica. A seguir, veja as tabelas de vacinação para cães e gatos que a COMAC disponibilizou para você ter como base:

Vacina+º+úo c+úes vacina+º+úo gatos

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR!

Sinta-se em casa!

Sinta-se em casa!

Tá na mesa, pessoal!

Tá na mesa, pessoal!

Sucesso animal

Sucesso animal

Toca da Onça

Toca da Onça