Publicado em 24/09/2016 às 17:00 · Aventuras

A onda de Bali
A mais famosa ilha da Indonésia exalta a energia espiritual e, em clima de paraíso, é o ambiente ideal para viver um grande amor

A primeira impressão é de caos: uma profusão de informações e estímulos toma conta de tudo. É preciso acostumar os sentidos para que, em pouco tempo, a sensação de incômodo seja substituída por uma curiosidade avassaladora e pela vontade de assimilar aromas (cravo, canela, tabaco), cores (tecidos, artesanato, roupas), sons (buzinas, idiomas diversos, animais) e imagens sem ter fim.

bluepoint-beach

Praia de Blue Point (Suluban), Bali, na Indonésia (foto: divulgação)

Estamos em Bali que, em sânscrito, significa adoração, culto ou oferenda. A definição do nome da ilha tem ligação direta com seu povo religioso (lá se pratica um tipo único de hinduísmo, o hindu bali) e com a assombrosa quantidade de templos: são mais de 20 mil espalhados por ali, o que confere ao lugar uma atmosfera especial. A longa viagem – voar até o Oriente ainda é um desafio – e a surpresa inicial causada pelo choque cultural são rapidamente aplacadas pela empolgação de, finalmente, chegar a esse novo e esperado destino. Não se surpreenda com o trânsito caótico, marca registrada da maior parte dos destinos do Sudeste asiático: há uma quantidade assustadora de motos, não raro, pilotadas por crianças ou com uma família inteira montada, carregando, ainda, um cesto de cocos. Por isso mesmo, vale fazer um planejamento prévio da melhor região para se hospedar, tendo em vista o tipo de experiência que pretende ter na ilha (romance, surfe, espiritual) para perder o mínimo de tempo entre os trajetos. Uma boa opção para otimizar o tempo é alugar uma scooter, alternativa de boa parte dos turistas para transitar entre praias e, no caminho, observar os lindos campos de arroz que preenchem o território de Bali.

campo-de-arroz-em-bali

Os campos de arroz preenchem os territórios de Bali (foto: divulgação)

Ubud, principal e maior cidade da ilha da Indonésia, é o melhor lugar para se aclimatar e experimentar o mix cultural local. É também o point para quem adora uma comprinha. O mercado Pasar Seni Ubud abre todos os dias e vende todos os artigos pelos quais Bali é famosa, de cangas coloridas e tecidos e lenços até cestas, artesanato e móveis. Tudo muito, muito barato.

Shop Display and Offering, Art Market (Pasar Seni), Ubud, Bali, Indonesia

Os mercados de Ubud são famosos por terem preços bem baixos (foto: divulgação)

Siga viagem parando aqui e ali para exercitar a alma. Meditar é preciso, e alguns templos merecem atenção, mesmo que seja só pela beleza de suas construções. É o caso de Tanah Lot, o mais emblemático de todos, instalado no topo de uma enorme rocha, rodeado pelo mar. Dali se tem o pôr do sol mais pitoresco da ilha. Também impressiona o Goa Gajah, chamada “caverna do elefante”, que é um templo que exalta o valor espiritual e arqueológico. O santuário, que data do século X, mantém estátuas, lagos de águas sagradas e misticismos sem fim.

goa-gajah-templo

Templo de Goa Gajah (foto: divulgação)

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Templo de Goa Gajah (foto: divulgação)templo-tanah-lot

Goa Gajah, “A Caverna do Elefante” (foto: divulgação)

Bali é perfeita para muitos tipos de viagem, mas para curtir a dois é ainda mais especial.  Em clima de agito e luxo exótico, a região de Seminyak, uma praia ao lado de Kuta, faz as vezes de centrinho turístico, com padrões que atendem quem espera o melhor em termos de serviço e qualidade. Os preços da praia são também os mais altos, nada que assuste nem mesmo os brasileiros: Bali é extremamente barata, a arte da pechincha é cultural e pode ser muito divertido negociar até conseguir descontos de mais de 50% do primeiro valor oferecido por um objeto ou serviço. Hotspot para casais, o lindíssimo Anantara Seminyak é sofisticado e absolutamente integrado à proposta do romance: as amplas suítes têm jacuzzi na varanda, boa parte delas voltadas para o mar. E muito embora o cenário seja incrível, Kuta guarda um detalhe que surpreende muita gente: não é necessariamente o melhor destino de praia, a menos que você seja surfista. Em Seminyak, por exemplo, você provavelmente não chegará a entrar no mar. O excesso de turistas e a precariedade da limpeza deixa o mar pouco atraente para um mergulho. A piscina incrível do hotel aplaca a decepção e se torna alternativa ideal para refrescar o corpo do calor intenso de mais de 30 graus. Para hóspedes ou não, o Bambu Restaurant fica no rooftop do hotel e é ótima alternativa para jantar. Nas imediações e mais casual, o Wacko Burger Cafe serve um hambúrguer inesquecível.

terraco-anantara-sminyak

Terraço do hotel Anantara Seminyak com vista para a praia de Kuta (foto: divulgação)

Monte em sua scooter e prepare o espírito para desbravar cada pedacinho da ilha. De encantar os olhos, as lindas praias de Blue Point (cujo nome verdadeiro é Suluban) e Dreamland estão no roteiro de contemplação e também de surfistas que desafiam o mar e corais em busca das melhores ondas. Quase desertas, Bingin Beach e Balangan têm difícil acesso. Para chegar é preciso descer enormes rochas por uma estradinha quase escondida. Inclua no roteiro Padang Padang, uma das praias mais bonitas, conhecidas e fotografadas de toda a Indonésia. De beleza extraordinária, serviu de locação para sequências de Julia Roberts no filme “Comer, Rezar, Amar”. O acesso até ela se dá por uma escadaria íngreme e por dentro de uma caverna, mas o visual mágico e a água de um verde escandaloso e morninha recompensam o perrengue. Ali, uma das coisas mais divertidas é a interação com as centenas de macacos que ficam zanzando no entorno, de olho em algum turista que esteja marcando bobeira. Não é raro eles roubarem bolsas, óculos de sol e se atracarem com alguém para tomar um saco de salgadinhos ou uma garrafa de água.

dreamland-beach-bali

Praia de Dreamland, a preferida dos surfistas da região (foto: divulgação)

padang-padang

Padang Padang serviu de cenário para o filme “Comer, Rezar e Amar” (foto: divulgação)

padang-padang-2

Padang Padang é uma das praias mais lindas e conhecidas da Indonésia (foto: divulgação)

Para uma experiência mais completa, vale dividir a estadia em pelo menos duas regiões da ilha. Um bom contraponto é a área de Uluwatu, reduto mais paradisíaco de todo o local, com praias de fazer suspirar emolduradas por falésias, caso da Península Bukit, marcada por uma sucessão de praias com esse visual. Entre os melhores lugares para se hospedar na região, o Anantara Uluwatu tem ambiente luxuosíssimo e imponente, construído em cima da praia de Impossible. Todos os quartos têm vista para o mar e são absurdamente amplos e modernos. O hotel possui, ainda, duas piscinas maravilhosas com borda infinita e, para os surfistas de plantão, é só apertar o botão do elevador para desembarcar em frente às melhores e mais perfeitas ondas do pedaço. O lugar também é moradia do famoso e supervip Bulgari Resort Bali, que, instalado a 150 metros do nível do mar, oferece uma das vistas mais impressionantes do Oceano Índico, além de vilas criadas para viver o apogeu do luxo.
Uma das coisas que mais impressiona durante a viagem é a gratidão das pessoas, marca impressa em diferentes rituais, de festas noturnas a danças típicas e oferendas, que fazem parte da linda cultura de agradecer e esperar por um dia novo e melhor.

uluwatu-2

Área de Uluwatu, reduto mais paradisíaco de Bali  (foto: divulgação)

ONDE FICAR:

Anantara Seminyak

Diárias a partir de R$ 1.397

suite-penthouse-anantara-sminyak

Suíte Penthouse do hotel Anantara Seminyak  (foto: divulgação)

Anantara Uluwatu

Diárias a partir de R$ 1.517

jacuzzi-da-spa-villa-do-anantara-uluwatu

Jacuzzi do Spa Villa do hotel Anantara Uluwatu  (foto: divulgação)

Bulgari Resort Balu
Diárias a partir de R$ 2.100

jcr-content

Vista do hotel Bulgari Resort Balu (foto: Reprodução/Site oficial)

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR!

Jingle Bells

Jingle Bells

O que é que a Bahia tem?

O que é que a Bahia tem?

Lindo por natureza

Lindo por natureza

Destino: Quênia

Destino: Quênia