Publicado em 11/10/2016 às 17:00 · Aventuras

Marrocos de mil e uma noites
Um país exótico e fascinante, o Marrocos celebra um pot-pourri africano, árabe e europeu cheio de nuances e experiências fascinantes

Estamos no Oriente. Na África. E colados na Europa. A localização estratégica do Marrocos colabora para que sua personalidade seja múltipla, embora curiosamente enraizada em costumes ancestrais. Para começar a entender e sentir o país, a antiga Medina de Fez, tombada Patrimônio da Humanidade, é tão exótica quanto curiosa e abre os caminhos para uma viagem cheia de surpresas.

Localizada ao norte de Casablanca, a maior cidade do país, Fez permaneceu como capital até ser desbancada por Rabat sob o protetorado francês, mas conservou na cidadela fortificada toda a sua identidade cultural e relíquias de um importante passado intelectual e religioso. São mais de 200 mil habitantes que vivem atrás desses muros seculares, onde só se anda a pé ou de mula, como se o tempo tivesse parado no século 14.

curtume-na-medina-de-fes

A antiga Medina de Fez foi tombada Patrimônio da Humanidade (foto: Divulgação)

curtume-de-tingimento-na-medina-de-fes

Os habitantes de Medina de Fez vivem como se estivessem no século 14 (foto: Divulgação)

Ali, o comércio dos souks (uma espécie de feira ao ar livre), ferve à base de pechincha, praticamente um “esporte nacional” e obrigatório na hora de negociar. O burburinho atordoa, as cores e o brilho das mercadorias ofuscam os olhos, mas são os cheiros fortes que mudam a cada esquina. Alguns até reviram o estômago, como o odor enjoativo de carne putrefata, que emana dos curtumes onde se tingem as peles dos animais. Um dos segredos para as pessoas mais sensíveis é esfregar folhas frescas de hortelã nas narinas.

souk-marrakech

Nos souks, a negociação é obrigatória na hora da compra de qualquer mercadoria (foto: Divulgação)

Depois de se acostumar com as características locais, fugir do tema “Mil e Uma Noites” fica quase impossível. Justamente por isso, vale lançar de um pouco de espírito aventureiro para incluir na programação a experiência de passar uma noite no deserto. Dormir num autêntico acampamento berbere em pleno Saara não soa apenas fascinante, mas cria uma expectativa até mesmo no mais calejado viajante.

camelos-no-sahara

O famoso deserto do Saara é parada obrigatória no roteiro de Marrocos (foto: Divulgação)

Uma viagem de carro por cidades históricas e milenares leva até Zagora, com seu famoso souk cheio de quinquilharias, e, enfim até M’hamid, o derradeiro oásis antes do deserto. Quando acaba o asfalto, a sensação é nítida: transpomos o portal pré-Saara. Em questão de minutos, não há mais nenhum vestígio de civilização. As Land Rover, uma atrás da outra, serpenteiam entre dunas numa estrada de traçado duvidoso. A poeira embaça o horizonte, onde o Sol está se pondo lentamente. O tempo passa devagar, não há sinal de vida, só areia.

Para dar veracidade à expedição, os guias distribuem um kit deserto, composto do djellaba azul, típica túnica usada pelos nômades (também chamados de “ homens azuis”) que habitam o Saara, e um sash, turbante colorido de algodão que, enrolado na cabeça, protege do Sol, do frio e das rajadas de areia. Só se chega ao acampamento berbere montado em dromedários, atravessando lentamente volúveis dunas de areia branca.

camelos-no-deserto

Os dromedários são o único meio de locomoção nas volúveis dunas de areia (foto: Divulgação)

Do alto (da duna e do camelo), tem-se a primeira visão do acampamento de tendas, tapetes coloridos, algumas mesas e um banheiro improvisado, tudo absolutamente rústico e fascinante. As tendas, todas iguais, são feitas de pano, pequenas, mas guardam uma cama de casal, uma mesinha, um lampião e uma chaleira com água e uma bacia para quem precise se lavar sem maiores inconvenientes. Em tempo: banho nem pensar. No deserto, nada de água.

Antes da noite no silêncio do Saara, um jantar farto e repleto de delícias como couscous, tajines (ensopados) e kebabs. É nessa hora que os anfitriões berberes acendem uma grande fogueira, porque a temperatura despencou para um dígito. As estrelas cadentes se derramam em cascata no céu, e a Lua cheia ilumina o acampamento. Tudo muito romântico.

O nascer do Sol é o ponto culminante. Do alto de uma colina, é um dos espetáculos mais bonitos e cobiçados do Saara: nascendo no horizonte, projeta os seus feixes de luz nas dunas, dourando-as lentamente. Um momento mágico, sem dúvida.

camelos-conduzem-a-noite-no-deserto

O nascer do sol visto do alto de uma colina no deserto do Saara é algo imperdível (foto: Divulgação)

O mar do Marrocos — Ao se despedir das montanhas da Cadeia Atlas, cordilheira que corta o país e separa o Saara do Atlântico, chega-se a uma encantadora cidade portuária caiada de branco. Essaouira, localizada a apenas 173 quilômetros de Agadir, é a cidade mais romântica do litoral marroquino. O ano inteiro desfruta de um microclima e, curiosamente, o vento que assola a região o ano inteiro afugenta muita gente, o que a deixa livre do assédio do turismo de massa. Por outro lado, tornou-se a capital mundial dos amantes da vela, atraindo legiões de windsurfistas e praticantes do kitesurf. Perambular pelas ruas estreitas da cidadela de Essaouira e se embrenhar pelos souks é um programa prazeroso visto o número de lojinhas vendendo atraentes objetos de madeira talhada e tapetes irresistíveis. Na mesma cidade murada, o incrível hotel L’Heure Bleue Palais, chancelado pelo Relais & Chateaux, torna-se um ótimo motivo para pernoitar nesse idílico lugar. Não falta charme e luxo ao hotel, cujas acomodações têm decoração com temas africanos.

hotel-heure-bleue1-1

A cidadela Essaouira abriga o luxuoso hotel L’Heure Bleue Palais (foto: Divulgação)

hotel-heure-bleue

O hotel L’Heure Bleue Palais é todo decorado com o temas africanos (foto: Divulgação)

hotel-maison-bleue-patio-e-hotel

As acomodações do hotel são charmosas e luxuosas (foto: Divulgação)

Depois da imersão cultural, é chegada a hora do retorno à civilização, ao burburinho das grandes metrópoles. Estamos em Marrakech, conhecida como a cidade dos grandes prazeres, a morada dos sultões e a preferida dos designers de moda como Yves Saint Laurent, Armani e Versace.
Seu grande mercado ao ar livre na praça Jemaa-el-Fna é palco de saltimbancos, acrobatas, músicos, mágicos, contadores de histórias, “arrancadores” de dentes e dos míticos encantadores de serpentes e domadores de macacos e, ainda, de insólitos espetáculos como o dos engolidores de escorpiões vivos. Um verdadeiro circo mesclado com um mercado de ambulantes vendendo frutas, peixe frito e outros quitutes sem denominação específica.

prac%cc%a7a-jemaa-el-fna

Na praça Jemaa-el-Fna é possível encontrar uma grande variedade de talentos (foto: divulgação)

Para quem prefere a urbanidade ao ritmo vagaroso dos vilarejos, a capital do sul do Marrocos também reserva muitas surpresas. Uma delas é o exclusivo La Sultana, boutique hotel cinco estrelas instalado no meio da Medina, um misto de Riad e oásis. Autêntico e luxuoso, se torna uma oportunidade rara de sentir-se um sultão em meio à caótica cidade.

spa-do-restaurante-la-sultana

O luxuoso spa do hotel La Sultana faz qualquer um sentir-se um sultão (foto: Divulgação)

hotel-la-sultana-piscina

A piscina do hotel proporciona momentos relaxantes aos hóspedes (foto: Divulgação)

hotel-la-sultana-suite

As suítes do hotel La Sultana são luxuosas e autênticas (foto: Divulgação)

Para quem busca uma experiência autêntica e cheia de superlativos, o La Mamounia preserva o glamour de outrora, hoje totalmente renovado e mais opulento do que nunca: suas acomodações colossais e seus jardins impressionantes tornam o hotel um dos mais emblemáticos do país, um lugar para quem sempre sonhou acordar em um palácio de verdade.

14590074_1129649840451524_4167205917901830281_o

O hotel La Mamouina é um dos mais emblemáticos do país (foto: Divulgação)

13558916_1051456421604200_6129628854114197121_o

O hotel La Mamounia reserva uma experiência autêntica aos hóspedes (foto: Divulgação)

13308618_1034299343319908_468081825585292751_o

As acomodações do La Mamounia lembram um palácio de verdade (foto: Divulgação)

Top Destinos
Top Destinos
Única revista brasileira voltada exclusivamente para o turismo de luxo, a TOP Destinos vai trazer, em primeiríssima mão, vários destinos, hotéis e roteiros incríveis, com o que de mais novo e diferenciado no mercado e, claro, fazendo as pessoas sonharem!
Facebook Twitter Instagram

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR!

Jeri de todos os ventos

Jeri de todos os ventos

Cenário de filme

Cenário de filme

Volta ao mundo sobre duas rodas

Volta ao mundo sobre duas rodas

O que é que a Bahia tem?

O que é que a Bahia tem?