Publicado em 11/03/2017 às 15:00 · Descobertas

Cansei!
Projeto criado pela fotógrafa Larissa Isis retrata o preconceito vivido pelas mulheres negras

Quantas vezes você já se sentiu cansado de ouvir críticas dos outros? Pois é, a nutricionista e fotógrafa Larissa Isis também se cansou e então resolveu dar início ao “Projeto Cansei”, retratando diversas mulheres negras e os motivos por também estarem cansadas. A ideia nasceu através do festival AFROPUNK, que conta com um projeto chamado “I’m Tired Project”, onde pessoas de todas as raças, idades e gêneros escrevem em seus corpos algum tipo de cansaço que sente. “No momento em que conheci o projeto, pensei: ‘Eu, como mulher negra, tenho tantos cansaços e é lógico que algumas amigas minhas também sentem a mesma coisa.’ Então decidi dar início ao projeto em um evento aqui na minha cidade, São José dos Campos, em São Paulo, onde mulheres negras escreviam frases em lousas e, após isso, davam seus depoimentos”, conta Larissa.

Larissa Isis

“As pessoas tem um certo receio em usar a palavra NEGRA quando vão se referir ao meu tom de pele, como se me ofendessem falando assim. EU SOU NEGRA! Acredite em mim, você me chateia mais ao me chamar de morena.”

Além de suas amigas, Larissa também fotografou várias outras mulheres que não conhecia e ouviu todos os seus relatos. Uma das frases escritas por elas que mais chamou sua atenção foi “CANSEI DE AGREDIR MEU CABELO”. “Gosto de destacar essa frase porque isso é algo tão enraizado em nós e a mídia e a sociedade nos fazem sentir tão feia por ter cabelo crespo que começamos a agredir nosso cabelo natural para alcançar, ou pelo menos tentar, o padrão que a sociedade impõe. Eu mesma continuo agredindo o meu e é um processo longo para sair desse vício. Felizmente, têm muitas mulheres negras que já se libertaram disso”, explica.

Regina
(Foto: Larissa Isis)

O objetivo do “Projeto Cansei” é mostrar a todos a experiência de ser uma mulher negra em uma sociedade que ainda é muito preconceituosa. “Quero causar reflexão naqueles que não praticam a empatia e dar o poder de fala a nós, mulheres negras, que somos sempre as últimas nas mais variadas escalas, seja nas oportunidades, na preferência e até mesmo na beleza”, diz Larissa.

Bárbara 2
(Foto: Larissa Isis)

Mesmo sendo formada em Nutrição, o seu amor pela fotografia sempre esteve presente em si. Quando decidiu fazer o curso de fotografia, a ideia era fotografar alimentos e unir as suas duas paixões. Mas, depois de uma viagem que fez para Nova Iorque, o seu foco mudou totalmente. “Em NYC eu vi a diferença do negro de lá e o daqui. A falta de oportunidade e representatividade dos negros daqui e então decidi fazer algo por isso. Voltei ao Brasil com essa ideia na cabeça, retratar o negro como ele é, e, desde então, meu foco são os negros”, conta.

IMG_8784

 

“Cansei de ser seguida pelos seguranças dos shoppings, mercados, lojas em geral. Chega a ser ridículo como a pessoa me segue pelos corredores, sempre de olho no que estou fazendo. Nós negros não somos ladrões!” (Foto: Larissa Isis)

Loo
“Eu realmente estou cansada. Exótico não é sinônimo de beleza e eu sou é maravilhosa.” (Foto: Larissa Isis)

Gisele

“Desde pequena venho refletindo sobre isso. Meus pais sempre me alertaram de coisas que eu haveria de enfrentar na vida e das poucas chances que tínhamos devido a minha cor. Uma vez, esperando minha filha prestar Vestibulinho, conversava com uma moça e, ao mencionar que minhas duas filhas fazem ballet há alguns anos, o que escutei foi que não era para eu seguir em frente com este sonho das minhas filhas, pois pessoas de cor não teria futuro neste ramo.” (Foto: Larissa Isis)

IMG_8865
“No 3º ano da faculdade de Direito comecei a estagiar e frequentar os fóruns e tribunais de justiça. Mesmo indo sempre nos mesmos fóruns que já frenquentava e sendo sempre os mesmos seguranças, todos os dias pedem para olhar minha Carteira da Ordem. Na última semana fui barrada por um policial que, apesar de estar bem trajada, me informou que o final da fila para entrar no fórum, que só abre às 12:30, era à esquerda. Bom, se era difícil me imaginarem como uma estudante de Direito, imagina agora com a carteira de advogada que já está nas nossas mãos!?” (Foto: Larissa Isis)

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR!

Na Cama com Gio Ewbank e… Anitta

Na Cama com Gio Ewbank e… Anitta

Com ajudinha do Santo Antônio

Com ajudinha do Santo Antônio

❤ ATÉ BREVE!

❤ ATÉ BREVE!

Um outro lado de Gio Ewbank

Um outro lado de Gio Ewbank